Executiva Nacional intervém e PDT no Ceará passa a ser dirigido por uma Comissão Provisória.

 Executiva Nacional intervém e PDT no Ceará passa a ser dirigido por uma Comissão Provisória.
Digiqole ad

A Executiva Nacional decidiu decretar intervenção e nomeou uma Comissão Provisória para comandar o PDT no Ceará. A decisão é uma tentativa de estancar a estratégia do senador Cid Gomes que quer, com o apoio dos convencionais, assumir a Presidência Regional. A comissão provisória será integrada por doze membros, seis homens e seis mulheres, sendo presidida por Cristhina Brasil.

Cid chegou a assumir a presidência em um acordo com o deputado federal André Figueiredo e ficaria no cargo até o dia 31 de dezembro de 2023, mas a divisão interna, somada com a tendência governista do PDT, fez André reassumir a direção estadual.

Cid esboçou um movimento para retomar o comando da legenda e, percebendo a manobra, André interveio, como presidente nacional, para criar uma Comissão Provisória. A decisão da Executiva Nacional é entendida, também, como um gesto de Cid junto ao presidente licenciado Carlos Lupi na queda de braço dentro do PDT.

NOTA DA EXECUTIVA NACIONAL

A Direção Nacional do PDT estabeleceu que a partir desta sexta-feira, dia 06 de outubro, o partido no Ceará passa a ser dirigido por uma Comissão Provisória formada por 12 integrantes, em composição paritária, ou seja, seis homens e seis mulheres.

A Comissão Provisória será presidida pela coordenadora da Ação da Mulher Trabalhista, Cristhina Brasil, tendo o ex-senador, professor Flávio Torres como vice-presidente, além do presidente do movimento negro nacional, Ivaldo Paixão, representantes do PDT diversidade, juventude e membros do interior do Estado. Nomes com histórias consistentes, respeitados a fim de consolidar uma desejada pacificação no momento do partido no Ceará.

Uma Comissão Provisória se justifica pelo fato de que o mandato do Diretório Estadual, eleito em 05 de outubro de 2019, havia expirado, depois de ter sido prorrogado por dois anos, encerrando-se na quinta-feira, dia 05 de outubro.

Importante ainda registrar que Cristhina Brasil passa a ser a única mulher a dirigir um grande partido no Ceará. A ata que a nomina para essa missão já foi encaminhada à Justiça Eleitoral nesta sexta-feira.

Cristhina Brasil, diz que “acolho com senso de responsabilidade e honra esta missão que me foi dada pelo PDT Nacional. Buscarei o equilíbrio para uma gestão compartilhada e democrática, composta pela representação parlamentar, os movimentos sócio-políticos e a militância aguerrida filiada ao nosso PDT do Ceará”.

Ceará Agora