Ex-vereador de Camocim é preso pela Polícia Civil acusado de assassinar peruana em 2007.

 Ex-vereador de Camocim é preso pela Polícia Civil acusado de assassinar peruana em 2007.
Digiqole ad

Na manhã desta sexta-feira (24), a Polícia Civil de Camocim cumpriu um mandado de prisão em desvafor do empresário e ex- vereador de Camocim Benedito Soares Pereira, mais conhecido como ‘seu Bené’, acusado de ser o mandante da morte da peruana Patrícia Maria Falconi em 19 de junho de 2007.

O acusado foi apresentado ao 5° Núcleo de Custódia e Inquérito em Sobral e, pela idade já avançada, provavelmente será liberado na audiência de custódia que será realizada ainda hoje. Caso seja liberado na audiência, ele ficará em uma espécie de prisão domiciliar.

ENTENDA O CASO:

De acordo com a denúncia do Ministério Público, o acusado teve uma desavença com o marido da vítima, o também peruano Roberto Carlos Venini Tapia, por ele ter entrado com uma ação na Justiça trabalhista, cobrando direitos por ter trabalhado por mais de dois anos na empresa do réu.

No dia anterior ao crime, Roberto Carlos, que era comerciante de produtos artesanais, recebeu ligação de um suposto cliente, marcando um encontro na Avenida Washington Soares, na capital cearense. Ao chegar no local, junto com a esposa, um homem não identificado se aproximou do veículo e efetuou dois disparos, que acabaram atingindo Patricia Falconi. O réu negou a autoria do crime, alegando que não tinha motivos para determinar a morte da vítima.

Em 4 de outubro de 2017, Seu Bené foi julgado por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima) e condenado a 14 anos de prisão. A defesa do réu entrou com recurso e ele não foi para o cárcere.

Com Informações do Camocim Polícia 24h e G1 Ceará