Vereador de Baturité perde mandato por agredir criança autista.

 Vereador de Baturité perde mandato por agredir criança autista.
Digiqole ad

Josivan dos Santos Pereira, 41 anos, perdeu o mandato de vereador na Câmara Municipal de Baturité, por quebra de decoro parlamentar. Bambam, como é conhecido, se elegeu pelo PL e ocupava a vice-presidência da casa legislativa, mas foi cassado por seus pares, na sessão desta sexta-feira (15). O político foi alvo de uma CPI, cujo relatório foi apresentado ainda no dia 15. Bambam era investigado por agressão física a uma criança autista.

O caso aconteceu no começo de outubro. A vítima é uma criança de 11 anos, com diagnóstico de TDAH e TDO. Ele teria se aproximado da filha do vereador, que reagiu e o agrediu, torcendo seu braço e pressionando seu rosto contra uma parede, segundo documentos apresentados na CPI.

Com um clima tenso, foi iniciada a sessão. Os presentes gritavam que a justiça foi feita. “Vereador está a serviço do povo e não para agredir”, diziam os manifestantes presentes.

O processo contava quase mil páginas, incluindo laudos médicos sobre a criança e registros posteriores à agressão, na qual o então vereador se manifestava sobre o caso e dizia que o menino tinha “conduta desviante”. O relatório da CPI atestou a veracidade da denúncia e deu encaminhamento para cassação do mandato do parlamentar ou arquivamento do processo.

A decisão foi tomada no plenário: cassação se deu por unanimidade, contando 10 votos a favor. Com a decisão da Câmara Municipal de Baturité, Bambam teve seu mandato cassado e ficará inelegível por oito anos.

Opinião .ce