Prefeito de Altaneira, no Ceará, confirma a prisão de 2 secretários em ação contra fraudes em licitação

 Prefeito de Altaneira, no Ceará, confirma a prisão de 2 secretários em ação contra fraudes em licitação
Digiqole ad

O prefeito reeleito da cidade de Altaneira, Dariomar Rodrigues Soares (PT), confirmou que 2 atuais secretários municipais então entre os 13 investigados que foram presos nesta quinta-feira (10), durante uma operação que investiga fraudes em licitação e desvio de dinheiro público da área da saúde. O gestor municipal não revelou os nomes dos presos.

Nesta quinta, a Polícia Civil do Ceará cumpriu 113 mandados durante a operação. Empresários e servidores públicos, como secretários municipais, estão entre os investigados pelo Núcleo de Repressão à Lavagem de Dinheiro e Combate à Corrupção (NRLD).

O prefeito Dariomar Soares disse ter ficado “surpreso” com a ação da Polícia Civil. “Não me informaram sobre nada, estou na minha casa esperando notícias do que está acontecendo”, disse.

Ele confirma que três nomes ligados à prefeitura foram presos preventivamente, sendo dois secretários. “A Polícia Civil chegou com mandados de busca e apreensão por conta de empresas investigadas, mas prenderam também pessoas do município e afirmaram que (o caso) está em segredo de Justiça”.

“Operação Salus”

Conforme o delegado Giuliano Sena, foram cumpridos 14 mandados de afastamento de função pública, 35 mandados de sequestro criminal de bens, 51 mandados de busca e apreensão e 13 pessoas foram presas preventivamente.

Ao todo, 120 policiais civis cumpriram 113 mandados nas cidades de Altaneira, Nova Olinda, Antonina do Norte, Aurora, Crato, Barbalha, Juazeiro do Norte e Beberibe.

De acordo com Juliano Sena, as investigações sobre o caso duraram oito meses.